Edouard Hentsch

O primeiro dos Banqueiros

Nascido em 1829 e filho de banqueiros suíços, Edouard Hentsch evidencia desde tenra idade sua orientação internacional e seu espírito empreendedor, patente nos genes do Indosuez: estudos na Alemanha, formação na Grã-Bretanha... Participa, com 21 anos, da criação da sua primeira empresa: Coulon, Hentsch and Co.

Depois, a vida o leva para Paris, onde repete com sucesso a sua primeira experiência empresarial. Graças à sua posição no mundo das finanças, participa da criação de instituições bancárias que ainda hoje estão ativas.

 

Na origem dos grandes bancos atuais 

Ele será, por exemplo, fundador e administrador do banco Société Générale de 1864 até 1870, administrador e posteriormente presidente do Crédit Foncier Colonial, e ainda Administrador Fundador do Banque de Paris e des Pays Bas em 1872.

 

Acionista, presidente e criador da rede internacional 

Em 1875, várias instituições financeiras presidem à criação do Banque de l’Indochine, entre as quais a Maison Hentsch, Lutscher et Compagnie, do qual ele era acionista, e o Comptoir d’Escompte de Paris, que ele ainda administrava. Representante dessas duas sociedades e também acionista a título pessoal, torna-se o primeiro Presidente do Banque de l’Indochine.

Durante os 14 anos do seu mandato, ele cria os serviços parisienses e abre as primeiras sucursais na Ásia/ Pacífico: Saigon logo em 1875, Pondicherry em 1877, Haiphong em 1885, Hanói em 1886 e Numeia em 1888.

Voltar para parte de cima